BLOQUEIO CRIATIVO – TOCAR ALBUNS NA ÍNTEGRA

No cenário musical atual, existem muitas bandas que ainda se mantém vivas somente por antigos sucessos. Já não é novidade pra ninguém que, muitas bandas não possuem a mesma criatividade para fazer música como antes. Este fato é mais visível ainda nos shows, onde algumas bandas tocam no máximo 3 músicas de discos novos. Posso até citar alguns exemplos (alguns, até me doem ter que falar mal, mas é a realidade).

IMG_1565

É uma heresia falar mal do nosso querido vovô Ozzy Osbourne, mas quando assisti ao show de 2008 em São Paulo, ele tocou apenas uma música recente (I don´t wanna stop), o resto do show foi inteiro só de clássicos (mesmo assim foi um dos melhores shows que eu fui na vida). O show do Metallica no Rock in Rio IV foi bem parecido; o repertório estava lotado de músicas antigas e pouquíssimas novas. Mas afinal, isso é bom ou ruim?

Na verdade, depende do ponto de vista. Para as bandas é muito bom, já que, tocando clássicos e sucessos, a aceitação do público estará praticamente garantida. E até para o público é bom; quem não gosta de ir num show e conhecer todas as músicas (falo até por mim)? Mas se você parar pra pensar, isso pode não ser tão bom assim. O fato de não ser bom, é que os fãs sempre querem ouvir material novo, músicas novas, clipes novos, mas nem sempre (existem exceções) estes novos materiais saem tão bons quanto os de antigamente.

De uns anos pra cá, algumas bandas perceberam esta falta de criatividade e resolveram aderir a uma nova moda nos shows: tocar álbuns na íntegra. Para quem não sabe, tocar álbuns na íntegra, é a banda tocar todas as músicas de um determinado álbum na mesma ordem do álbum.

Confira abaixo algumas bandas (ou artistas) que aderiram a esta nova moda:

Metallica

Metallica

Em 2012, o Metallica fez uma turnê pela Europa comemorando 20 anos de lançamento do Black Album, e adivinha qual álbum eles tocaram na íntegra? Sim, o Black Album. E entrando em contradição com o que eu escrevi (para minha surpresa), em alguns dos shows, as músicas não foram tocadas na ordem do disco.

Green Day

Green Day

No dia 27 de maio deste ano, o Green Day fez um show na Sérvia, e, para surpresa dos fãs presentes, eles tocaram o álbum Dookie na íntegra. Hoje não sou tão fã de Green Day, mas é inegável o que eles representaram na cena punk rock nos anos 90, principalmente o álbum Dookie.

Offspring

Offspring

Outro gigante do punk rock / hardcore (nos tempos antigos, porque hoje, pelo amor de Deus) que também entrou na onda. Em 2012, o Offspring tocou na íntegra seu segundo álbum, o Ignition, também comemorando 20 anos de lançamento. E para 2014, há um novo planejamento para tocar o impecável álbum Smash na íntegra (também comemorando o lançamento de 20 anos).

Raimundos

10320337

O Raimundos já fez parte desta lista, e eu estava presente. Em um show no falecido Kazebre Rock Bar em São Paulo, o Raimundos surpreendeu a todos os presentes tocando o maravilhoso álbum Raimundos (sim, o primeiro álbum da banda se chama Raimundos). Só fui me dar conta depois da 6ª música, rs.

Planet Hemp

Planet-Hemp

Estou sendo um pouco injusto de colocar o Planet Hemp nesta lista, pois eles participaram de um projeto da Mix chamado “Albuns Clássicos”, no qual o propósito é realmente tocar álbuns na íntegra. Outras bandas já participaram do projeto.

Metallica (sim, de novo)

Metallica

Em junho deste ano, no festival Orion Music and More, o Metallica tocou o álbum Kill ‘Em All na íntegra para delírio dos presentes. Bom, o álbum foi lançado em 1983 e estamos em 2013. Será alguma comemoração? Ah, este festival foi criado pelo próprio Metallica.

Bruce Springsteen

Bruce Springsteen

Mais uma injustiça de estar nesta lista, ainda mais se tratando do “the Boss”. Bruce Springsteen tocou o ótimo álbum Born to Run na íntegra para homenagear o ator James Gandolfini (o Tony Soprano, da série Os Sopranos), falecido no dia 19/6. O guitarrista da E-Street Band (banda de apoio de Bruce) era um dos atores da série Os Sopranos e amigo de Gandolfini.

E você? O que acha das bandas tocarem álbuns na íntegra?

Anúncios

4 Respostas para “BLOQUEIO CRIATIVO – TOCAR ALBUNS NA ÍNTEGRA

  1. Acho que isso é mais em conta pelo digital. Falando não só de tocar álbuns em show, mas de tudo.

    Eu mesmo gosto de todas as bandas que você colocou ai, mas ultimamente tenho ouvido outras coisas. O mp3, o YouTube, os serviços de streaming mudaram totalmente o jogo.

    Está tudo mais acessível e menos comercial. Por mais que sejam ótimas bandas, é inegável a produção e o $$ em marketing que se investia há 20 anos e o que se investe hoje. Hoje as bandas novas e boas que muita gente gosta subiu coisa na internet e vive de fazer show. Ai o que sobra, pros “velhos” fazerem show também e garantir casa cheia com repertório de sucessos.

    • A industria musical realmente mudou muito de uns tempos pra cá, é inegável dizer que não tem a parcela de culpa nisso tudo. Mas ao mesmo tempo, tem bandas que ainda conseguem se destacar pelo que fazia antes e pelo que faz agora, sem precisar a recorrer a tocar albúns antigos na íntegra, cito dois exemplos:

      O primeiro é o Foo Fighters, mesmo não sendo muito fã, eles sempre agradam o público quando lançam coisas novas. E o segundo exemplo que é bem mais forte, é o AC / DC, que lançou um album novo em 2009 e foi extremo sucesso.

      Ou seja, por mais que o cenário musical influencia, as bandas também já não tem mais a mesma pegada de antes.

  2. Luciano, ótimo texto, olha fazendo uma análise geral areio que isso vem se dando devido a grande gama de empresas envolvidas hoje em dia dentre o meio musical, não que o meio mainstream tenha sido em algum momento algo que possivelmente preze pela arte em sua essência em algum momento, mas acredito que hoje em dia a quantidade de bandas e a forma que as informações e lançamentos andam rolando vem prejudicando estes “dinossauros” do rock, principalmente pelos citados acima, estes eventos comemorativos rendem grandes valores para patrocinadores que acabam por apoiar este tipo de comportamento, o único lamento que tenho quanto a isso é que se torna comodo para alguns tocar álbuns inteiros na integra, enquanto alguns se esforçam para sempre se renovarem, porém ae fica a pergunta será que este ”renovo” é interessante para a grande industria ?

    Abraços

  3. E ai cara, beleza?

    Em 11/11/2010, o Millencolin fez um show comemorativo do álbum Pennybridge Pioneers, tocando o mesmo na íntegra! Claro que após isto, teve um plus de outros clássicos da banda sueca! O show ainda contou com a abertura da banda paulista Take Off The Halter (atual Bullet Bane)! Foi irado! Dia histórico!

    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s