Dança Suicida

Ter cuidado e as vezes medo
Acordar mal e cedo
Para um dia desperdiçado
Ao ver que tudo está errado
Eu me agarro a voce com esperança
Eu me torturo com a lembrança
Eu me furo com sua lança
Me jogo na sua dança

Danço Calmamente
Essa Dança suicida
Vou cegamente
Acabando com minha vida
Em um passo inseguro
Me choco contra o muro
O que provoca uma risada
Uma risada envenenada
Eu fiz a coisa errada
Mas sim, eu insisto
E me levanto
Pois eu nunca desisto
Do seu penetrante canto

Canto calmamente
Esse canto suicida
Vou Surdamente
Acabando com minha vida

dança

Me atrapalho com sua imagem
Não sei o que fazer
Um passo para trás, e eu posso morrer
Seu rosto me renega
Enquanto meu coração se entrega
Se entrega a sua dança
Se entrega a sua face
A Sua indiferença
Entregando toda vida

E eu danço calmamente
Essa Dança Suicida
Vou cegamente
Acabando com minha vida
Ao som da sua risada
Uma risada envenenada

Guilherme Savério Barbosa – Brisas Brisadas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s